Entenda Como é Calculado o Valor do Seguro Auto

Entenda Como é Calculado o Valor do Seguro Auto

Viva seguro sempre
23 de Março de 2018

O seguro auto é mais do que um toque a mais na segurança, é uma necessidade extrema para qualquer proprietário de automóvel, principalmente se for um motorista assíduo, que passa o dia todo circulando com o carro.

Quando chega a hora de contratá-lo, entender totalmente os valores e o porquê é mais caro ou mais barato pode ser difícil. Porém, saber exatamente o que está contratando é imprescindível para fazer a escolha certa. Para isso você deve saber como é calculado o seguro.

É sobre isso que falaremos neste artigo. Confira!

Fatores que influenciam no preço do seguro auto

O primeiro passo para entender o cálculo do seguro auto é ter conhecimento a respeito dos fatores que podem afetar seu valor. Eles variam muito dependendo do veículo, do local onde ele será utilizado e também do proprietário, entre outros aspectos que traçarão seu perfil.

Separamos uma lista de fatores para que você possa analisar o cálculo antes de adquirir o seguro de seu automóvel. Veja:

1. Modelo e ano do veículo

Embora pareça óbvio, é sempre importante ter em mente que o valor do seguro não é o mesmo para qualquer carro. Se o modelo tem um valor maior, provavelmente você pagará mais no seguro. Isso acontece pois a indenização a ser paga pela seguradora em caso de sinistro é mais alta.

No entanto, você deve fazer uma pesquisa na hora de escolher, pois cada seguradora carrega uma carteira. Um carro A pode ser considerado como de alto risco em uma empresa, enquanto na outra ele pode ser um dos mais baixos. Tudo depende do número de sinistros registrados para cada modelo.

2. Histórico

Quanto mais limpo o histórico do condutor, que será verificado pela seguradora, mais barato será o seguro. Afinal, será considerado um motorista mais prudente, com menos chances de provocar ou sofrer um acidente.

3. Idade do motorista

O segurado mais novo é considerado menos experiente, ou seja, com maiores chances de sofrer um acidente. Por essa razão, para os motoristas mais jovens, sairá mais caro.

4. Local

Se o veículo ficará em locais com alta taxa de criminalidade, é provável que o preço do seguro suba um pouco. Isso porque os moradores de áreas com maior risco são considerados mais suscetíveis a roubos e outros crimes.

5. Frequência de uso do veículo

Para automóveis comerciais, por exemplo, o seguro recebe um preço mais alto devido ao deslocamento mais frequente, o que já não acontece com quem usa o carro mais casualmente.

6. Franquias e coberturas

A franquia se trata de um valor que o próprio segurado tem que arcar em caso de sinistro. Quanto maior, menor o preço da apólice.

Importante: caso o valor do conserto seja algo abaixo do valor da franquia, o próprio segurado fica incumbido do pagamento, então pense bem na hora de decidir!

Gostou destas dicas? Quer saber mais? Acompanhe as matérias do blog Viva Seguro Sempre!

Assinar newsletter